Soneto (errado) de infidelidade

* Poema bobo que fiz séculos atrás, em um ato de irreverência – também bobo -, inspirado no grande Vinicius, claro

Das duas sei a cor.
Sei do gosto, do sabor.
Das duas eu provei.
E das duas eu gostei.

Uma é linda,
A outra, mais que bela!
Mato e morro pela segunda.
Morro e mato pela primeira. 

Agora eu vejo estrelas
E penso na linda.
Agora, vejo na lua, a bela.

Não posso ter as duas,
E então escolho a linda.
(E então escolho a bela).

This entry was posted in Poemas. Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

4 Comments

  1. Posted September 6, 2007 at 15:52 | Permalink

    bom achei muitu legal essa poesia

    e o bobo do vinicius …rs rs rs rs……rs rs rs rs rs……………..

  2. Posted July 3, 2008 at 20:12 | Permalink

    Gostei! Muito!
    Fiz um poema (sem tanta precisão métrica é claro) sobre o mesmo tema. Quem sabe vc dá uma passadinha no meu blog e ler.
    http://natramadanet.blogspot.com/2006/09/sonetos-de-amores.html

  3. arthur frança
    Posted June 4, 2009 at 11:58 | Permalink

    De uma vez por todas,meu bem, quero que me ouça.
    Tome logo, uma decisão.
    OU eu ou a poesia?
    …pois…meus poemas são febris.

    Oh! donzela….que angústia .
    Ou eu ou o beijo?
    ….pois, meu beijo delira mas por tua boca.

    Ou eu ou a vaidade?
    ….meu “feio” alegra-se contigo.

    De uma vez por todas….meu bem.
    Ou eu ou a saudade?
    …a minha ausência é mas proxima de ti.

    Agora basta …de uma vez.
    Ou eu ou o amor?

    POEMA “DILEMA’ arthur frança

  4. H. Ellene
    Posted March 11, 2011 at 13:45 | Permalink

    Hahah! Inteligente e bonito o seu poema (tudo bem que parece um pouco – muito! -com o “Estela e Nise”do Alvarenga Peixoto). Mas continua assim…

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*