The Oscar goes to…

Deve haver uma infinidade de posts de blog com este título.

Eu vi só a última parte da cerimônia do Oscar. E vi pela Globo. Tirando a animação desmedida da apresentadora – alguma coisa Leitão, Beltrão, não sei – e o terrível esquema de tradução simultânea – o volume da voz em inglês era o mesmo que o volume da voz da tradutora -, ou seja, tirando a Globo, foi legal ver o finzinho da cerimônia. Ou colocavam a voz dela em maior volume ou então colocassem legenda simultânea. Do jeito que foi ontem, não dá. E a Globo parece que não aprende.

Enfim. Vibrei quando foi anunciado o Oscar de melhor ator, para o Forest Whitaker. Não assisti ao filme que resultou em sua indicação, “O último rei da Escócia“, mas fiquei satisfeitíssimo com o resultado. Ele mereceu. Os outros indicados também, sobretudo Will Smith e DiCaprio, que vêm fazendo boas interpretações não é de hoje. Quem não viu “Ali“, com Will Smith, não sabe o que está perdendo. E DiCaprio desde “Prenda-me se for capaz” não pára de atuar bem. O ano deles vai chegar, em breve.

Vibrei também, como se um gol do São Paulo em uma final de libertadores, com o Oscar de melhor diretor para Martin Scorsese, por “Os infiltrados“, primeira estatueta dele, por incrível que pareça.

O filme de Scorsese levou também o Oscar de melhor filme. Mas acho que aí já foi mea culpa demais por parte da academia. Custava dar o Oscar pra “Pequena Miss Sunshine“, que todo mundo tá adorando?

Infelizmente estou aqui falando do Oscar de bedelhudo mesmo, porque não assisti a nenhum filme que concorreu ao prêmio. Faço isso em breve.

Mais sobre a premiação vocês podem conferir no Cine Ronda, do Robledo Milani, que colocou lá a lista completa dos premiados.

This entry was posted in Filmes. Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

One Comment

  1. Posted February 27, 2007 at 07:15 | Permalink

    Mas “Os infiltrados” é um filme sensacional. Claro que parte de mim queria que “Little Miss Sunshine” ganhasse. Mas foi justo, muito justo. Coincidiu de ser um filme do Scorsese, também merecedor de melhor direção. É o caso do Leonardo DiCaprio e da Kate Winslet: se eles não ganharam por certos papéis, quando vão ganhar? Mesma coisa com o Scorsese. Eu já tinha perdido as esperanças porque, no passado, ele fez filmes sensacionais. Mas se ele não ganhasse por “Os infiltrados”, por qual mais ganharia? Só que, ainda assim, não sou muito chegada na validade dessa premiação. Mas foi lindo ver o Scorsese ganhar. 🙂

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*