Eu sou antípoda de um décadent

“No fato de um homem bem-educado fazer bem aos nossos sentidos: no fato de ele ser talhado em uma madeira que é dura, suave e cheirosa ao mesmo tempo. A ele só faz gosto o que lhe é salutar; seu prazer, seu desejo acabam lá onde as fronteiras do salutar passam a estar em perigo. Ele advinha meios curativos contra lesões, ele aproveita acasos desagradáveis em seu próprio favor; o que não acaba com ele, fortalece-o. Ele acumula por instinto tudo aquilo que vê, ouve e experimenta à sua soma: ele é um princípio selecionador, ele reprova muito. Ele está sempre em sua própria companhia, mesmo que esteja em contato com livros, pessoas ou paisagens: ele honra pelo ato de selecionar, pelo ato de permitir, pelo ato de confiar. A todo tipo de estímulo ele reage lentamente, com aquela lentidão que uma longa cautela e um orgulho desejado inculcaram nele – ele testa o estímulo que se aproxima; ele está longe de ir ao encontro dele. Ele não acredita nem no “infortúnio” nem na “culpa”: ele dá conta de si mesmo e dos outros; ele sabe esquecer… Ele é forte o suficiente a ponto de fazer com que tudo tenha de vir para o seu bem… Vá lá, eu sou antípoda de um décadent: pois acabei de descrever a mim mesmo.”

Friedrich Nietzsche em “Ecce Homo“.

This entry was posted in Citações. Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

2 Comments

  1. Posted February 24, 2007 at 08:00 | Permalink

    Que beleza! Me veio na melhor hora. 🙂

  2. Posted February 25, 2007 at 17:51 | Permalink

    Mais de 10 dias se passaram e eu tô por aqui. Trabalhando um pouco demais pro meu gosto, mas me divertindo bastante também. Dá uma passada no Burilando que vou ver agora se consigo postar alguma coisa nele. Esperança, esperança…

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*