Ela cansou

Certa vez, disse a ela que só me cansaria quando ela se cansasse. Eis que agora, ela diz que cansou. Fiquei surpreso, mesmo suspeitando que mais cedo ou mais tarde esse dia chegaria.

O que fazer agora, me pergunto.

A única resposta possível: seguir adiante.

This entry was posted in A vida como ela é. Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

2 Comments

  1. Posted June 28, 2007 at 06:28 | Permalink

    Fim de caso, nomenclatura velha como “a vida como ela é” das estórias do Nelson Rodrigues, é uma droga mesmo. Ontem fui às vias de fato com amigo de mais de 30 anos de conhecimento.

    Seguir adiante, é isso, a resposta. O tempo passa a ser relativo. Se não funciona, três dias, três anos, três décadas, detona e parte para outra.

    Afinal, o inferno são os outros mesmo, cada vez tenh omais certeza de que o Sarte tinha razão.

  2. Posted June 28, 2007 at 13:01 | Permalink

    É o que disse a Tina. Problema de quem cansou primeiro.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*