Que coisa…

Sabe quando você admira muito uma pessoa que trabalha na mesma área que a sua, e admira tanto que almeja chegar ao mesmo patamar que ela? Você procura se informar sobre ela, onde trabalhou antes, com quem trabalhou, como fez pra chegar onde chegou. Como você trabalha com ela, consegue algumas dessas informações com o próprio ser admirado. E ela, a pessoa, fala de uma maneira tão segura, tão simples e articulada, que você pensa: “caramba, será que serei assim algum dia?”.

Mas um belo dia você descobre que ela tem lá seus defeitos e mantém seu status à custa de outros, apropriando-se e valendo-se do trabalho de terceiros.

É quando você percebe que a sua admiração nunca teve uma verdadeira razão de ser, e que melhor mesmo é seguir seu próprio caminho da melhor maneira, sem precisar tomar para si o trabalho de alguém.

Não há decepção, e, sim, orgulho. De você mesmo, por ter chegado onde chegou por méritos próprios. Isso te dá um belo sorriso, e a certeza de um belo futuro.

Ah… Que bela maneira de amanhecer um domingo.

This entry was posted in A vida como ela é. Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

One Comment

  1. Posted October 28, 2007 at 04:43 | Permalink

    Acho que minha varinha de condão fez efeito. E que sorriso.. Beijos amore 😉

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*