Mais sobre a crítica

Todo crítico tem o direito de gostar ou não de determinado livro, mas ele não tem o direito de falar mal de uma boa obra apenas pelo fato de não ter gostado dela. Se o crítico não souber distinguir o que é bom e o que é ruim e separar isso da questão “gosto”, ele está perdido. Nem deveria fazer crítica, aliás.

Ainda bem que até o momento não tive a necessidade de falar mal de um livro. Tenho tido sorte com minhas leituras, muitas delas escolhidas de maneira totalmente anárquica, sem critério concreto algum (isso é assunto para outro texto, aliás). Se bem que tem um autor que está na minha estante só aguardando o tempo certo de eu ler os livros dele e falar mal. Porque esse realmente eu acho que é obrigação minha avisar a todo mundo que não presta.

Trecho da minha mais nova coluna no Digestivo.

***

E agora sair já não se trata de ter mais tempo. É uma questão de sanidade mental.

This entry was posted in Literatura, No Digestivo. Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

4 Comments

  1. Posted May 25, 2007 at 12:14 | Permalink

    Justo. E bom trabalho.

    Recebeu o link que eu te mandei?

    Abraços,

    Lucas

  2. Cássia
    Posted May 25, 2007 at 14:50 | Permalink

    Coluna nova hein ;). – parabéns.

  3. Posted May 26, 2007 at 12:52 | Permalink

    Ô, meu. Tu quer montar uma banda comigo?

  4. Posted May 28, 2007 at 11:47 | Permalink

    Muito sensata essa colocação. Vou passar no Digestivo para ler o resto. Abraço

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*