Cinema de Bordas no Itaú Cultural

No momento em que começo a escrever este post o relógio do computador marca 01:34 da manhã. Há poucos minutos vi, no Programa do Jô, uma entrevista com o cineasta capixaba Manoel Loreno, da cidade de Mantenópolis.

Seu Manoelzinho, como também é conhecido, se apaixonou pelo cinema quando jovem, e há anos vem praticando a sétima arte com muito amor e força de vontade, coisas que já foram mais presentes no meio artístico. A falta de dinheiro e as limitações técnicas não impedem Manoel Loreno de fazer seus filmes. Ele conta com a ajuda da população de sua cidade, e aparentemente com alguma contribuição do governo municipal, como deixou a entender ao agradecer, no fim da entrevista, ao prefeito da cidade e à secretaria de cultura do município.

Manoel é um dos cineastas – sim, ele é um cineasta – convidados para a mostra Cinema de Bordas, promovida pelo Itaú Cultural. O evento, que teve início no último dia 19 e segue até dia 24 de abril, domingo próximo, exibe filmes produzidos praticamente sem – ou sem, mesmo – recursos, de todos os cantos do país.

Ontem, dia 20, quem foi ao Itaú Cultural teve a oportunidade de participar de um bate-papo com Seu Manoelzinho, mas quem não foi e tiver interesse de ao menos assistir a alguma produção deste guerreiro do cinema, poderá fazê-lo no sábado, quando será exibido o filme “A gripe do frango”, às 16:00.

A entrevista com Manoel Loreno no Programa do Jô deve estar disponível na rede ao longo do dia, no YouTube ou no portal G1. Recomendo que tirem um tempinho nesse feriado para assisti-la. Pode ter sido impressão minha, mas me parece que o Jô Soares ficou emocionado e demonstrou um enorme respeito pelo Manoel, um homem que foi servente de pedreiro e faxineiro, não sabe ler nem escrever, mas faz cinema.

Maiores detalhes sobre o Cinema de Bordas você confere neste link: http://www.itaucultural.org.br/index.cfm?cd_pagina=2716&cd_noticia=7075

This entry was posted in Filmes, Mural. Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

2 Comments

  1. david
    Posted April 21, 2011 at 10:19 | Permalink

    manoelzinho na globo, o kra é demais. conheço a figura. quer conhecê-lo vem para Mantenópolis
    pessoa simples e agradável, anda com sua bicicleta, tem programa na rádio local as 5:00 da manhã
    e tem outro dom, ele canta nas festas da cidade, ele dá sempre uma palhinha. é simplismente fantástico.

  2. Jose Rabello
    Posted April 21, 2011 at 20:04 | Permalink

    Os humildes serão exaltados. Nunca esse versículo bíblico se fez tão real na historia do Manezinho, como já o conhecíamos desde criança, uma pessoa que viveu e vivenciou a pobreza no seu lado mais extremo e cruel. Ele vivia da caridade de pessôas da comunidade. Uns davam um prato de comida em troca dele varrer um quintal, lavar um carro, etc. Ainda hoje, apesar de algumas pessoas recalcadas ainda criticá-lo, chegou ao pôsto mais alto de popularidade que ninguém na cidade jamais chegou, e talvez não chegará. Já foi duas vêzes na Ana Maria Braga, e hoje permanece exatamente a mesma pessoa, humildade à flor da pele, simplicidade, e pessôa de bem, de vida reta e limpa, que não tem nenhuma mancha em tôdo o tempo que vive em Mantenópolis. Fico realmente orgulhoso desse antigo amigo de infancia, ao qual ensinei a fazer as primeiras posições no violão. Mantenópolis tem que aprender a respeitar mais as pessoas humildes, e dividir mais o espaço social, que ainda é muito fechado a grupinhos políticos. Manoelzinho sempre foi um sonhador, que nunca se contaminou com as maldades do mundo, e apesar de suas severas limitações financeiras, sempre demonstrou ser uma pessoa feliz, muito … de longe, muito mais do que aqueles por ai afora que ostentam grandeza, poder e dinheiro, mas que por dentro, são piores que vermes.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*