A morte de MJ e o nosso mundo de merda

Chego em casa do trabalho, abro o Twitter e o que vejo? Mensagens sobre a morte de MJ.

Tudo bem se fosse uma ou outra, mas foram várias, sendo que algumas pessoas enviaram, cada uma e em poucos minutos, 500 mil mensagens sobre o assunto.

Até o momento em que cheguei havia apenas o boato de que MJ estava morto. Um jornal de Los Angeles havia confirmado a notícia, mas nenhum grande veículo assinou embaixo. Acessei os sites da BBC, CNN e New York Times, mas nada.

Pensei que o tal jornal de LA estava exagerando. Em todos os outros veículos, a informação era a de que MJ fora internado com uma parada cardíaca. Algo seriíssimo, com certeza, mas reversível em alguns casos. E eu pensava, claro, que MJ escaparia dessa.

Mas não escapou. Ele morreu. E não tenho nada a dizer sobre sua morte, apesar de nos últimos tempos ter me aproximado ainda mais de sua música.

O que tenho a dizer é sobre o carnaval que fizeram, no Twitter, em torno da notícia de que ele estava morto. Foi simplesmente incrível. Mesmo sem ter a confirmação oficial, as pessoas mataram o MJ sem dó nem piedade. Parecia que era uma batalha para atrair visitantes para seus próprios perfis. Afinal, a todo momento alguém acessava a ferramenta para buscar alguma informação, porque, com a possibilidade de twittar via celular, não seria surpresa se a confirmação viesse de alguém que estava na porta do hospital onde MJ foi internado. Parece que até o Jorge Pontual, correspondente da Globo em Nova York, disse que buscou informações no Twitter.

Certíssimo, ele. Como eu disse, a confirmação poderia sair mesmo via Twitter. No perfil da CNN, por exemplo. Vai saber. Mas ninguém esperou confirmação alguma, foram logo enterrando o MJ. Já a CNN, o NY Times e a BBC esperaram até a confirmação oficial para anunciarem a notícia.

Além da pressa em colocar o MJ na cova, houve, também, como não poderia deixar de ser, piadas ridículas sobre o cantor. Piadas ridículas, sem graça e completamente idiotas. O pior é saber que não foi nem o começo. Mais e mais piadas virão, porque as pessoas têm esse lado sádico de querer fazer troça em cima da morte dos outros.

Será porque, quando elas morrerem, a atenção que vão receber será pouca? Vai saber.

This entry was posted in A vida como ela é. Bookmark the permalink. Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

2 Comments

  1. Posted June 26, 2009 at 12:54 | Permalink

    Bom, eu mandei essa gente pro block no twitter.

  2. nete
    Posted June 29, 2009 at 12:37 | Permalink

    eu naõ sou contra e nem a favor do pop, só sei dizer que nesse mundo de meu Deus quem quiser ser bom é so morrer! se o pop cemeteu erro quem nunca pecou que atire a primeira pedra! jesus naõ ver como ver o homem. cada qual no seu canto sofre o seu tanto.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*
*